Segunda, 16 de Maio de 2022
26°

Muitas nuvens

Belém - PA

Saúde Negligência e Morte

Família denuncia morte por negligência médica no Hospital Regional de Guaraí-To

Luiz morreu isolado na ALA de tratamento de Covid-19, mesmo com diagnostico de pedra na vesícula

08/08/2021 às 20h10 Atualizada em 08/08/2021 às 20h51
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Família de Luiz espera por justiça
Família de Luiz espera por justiça

A família de Luiz Lopes Luz, de 55 anos, que morreu no Hospital Regional de Guaraí-To, no dia 18 de julho de 2021, com consequência de: choque cardiogênico, falência de múltiplos órgãos, broncopneumonia aspirativa e LITÍASE BILIAR, denuncia morte por negligência médica. Segundo os familiares, o paciente deu entrada na casa de saúde, no dia 13 de Julho, com um quadro de dor abdominal. Após o atendimento do paciente, foram realizados exames de imagem, que constatou que se tratava de um quadro de pedra na vesícula, e que o mesmo, precisaria passar por uma avaliação do cirurgião, o que aconteceu logo em seguida e o Dr. Sebastião F. Paes já orientou preparar o paciente para a cirurgia, por ser considerado um quadro grave, pois já constatou por exame de ultrassonografia abdominal presença das pedras e líquido ascite abdominal. Estranhamente, no dia seguinte, o paciente foi liberado pela Dra. Nayara Tâmara M. Gomes, que informou, que o paciente faria o tratamento em casa e não mais seria necessário fazer a cirurgia. Após a alta médica, o S.r. Luiz foi levado pelos seus parentes para sua residência, a cerca de 30 quilômetros de distância de Guaraí, na cidade de Colméia-TO. Mas logo que chegou em casa, teve agravamento no seu quadro de saúde e teve que retornar ao hospital regional de Guaraí no dia 16 e foi recebido pela Dra. Nayara novamente, a qual recusou internar o S.r. Luiz, segundo os familiares, enfatizando que o tratamento seria em casa, conforme orientada por ela. No dia 17, S.r. Luiz deu entrada novamente no hospital, dessa vez ficando internado, e com o quaro já agravado, recebeu orientação que seria transferido para outra unidade de referência do Estado, porém, no início da madrugada o mesmo começou a tossir e vomitar um líquido escuro, após agonizar bastante com dores intensas, foi administrado morfina, conforme orientação médica. Por causa disso, o médico disse que ele estava com suspeita de Covid-19 e já o encaminhou para a sala vermelha, sem consultar o prontuário do dia anterior, com diagnóstico de pedra na vesícula. Mesmo após o exame, que comprovou que o S.r. Luiz não tinha COVID-19, ele permaneceu na sala vermelha em isolamento, longe de sua família, sem que eles pudessem ver sua situação ou ter informações adequadas do seu quadro clínico, que era totalmente desnecessário. Infelizmente, o S.r. Luiz teve falência dos órgãos e morreu na Ala de Covid-19 do Hospital Regional de Guaraí no dia 10 de julho de 2021 as 15:20H. A família procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência, após a solicitação da cópia do prontuário, uma vez que alegam a negativa do hospital em entregá-lo para sua esposa. Após registrar o B.O na 7º Central de Atendimento da Polícia Civil - Guaraí – TO, o Dr. Joelberth Nunes de Carvalho Delegado de Polícia, acompanhou os familiares até ao Hospital, onde fez-se a retirada da cópia do prontuário, e encaminhando o corpo para exame pericial necroscópico.  O S.r. Luiz era um homem sadio, trabalhador e provedor de sua casa, não tinha filhos, mas deixa sua esposa desamparada e esperando por justiça. Nossa equipe esteve em Colméia-TO e conversamos com a esposa, cunhada, familiares e amigos da vítima, que nos fizerem um relato em vídeo, que você pode assistir na integra abaixo.

 

Nossa equipe, também procurou a direção do hospital citado acima, e depois de muita insistência, nos enviaram uma nota, que publicamos na integra abaixo;

 

 

Nota

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que o paciente L. L. L., buscou atendimento no Hospital Regional Guaraí (HRG) alegando dores abdominais. O paciente foi acolhido seguindo as normas e rotinas da Unidade, recebendo todos os cuidados da equipe multiprofissional, sendo  solicitado, inclusive, exames, avaliação com cirurgião e tratamento fora de domicílio sem sucesso.

 

A SES lamenta profundamente o óbito do paciente, mas ressalta que seguiu todos os protocolos assistenciais quanto ao caso e os relacionados a possíveis suspeitas de Covid-19. O prontuário do paciente está à disposição dos familiares para consultas e cópias.

 

Palmas/TO, 21 de julho de 2021

Secretaria de Estado da Saúde

Governo do Tocantins

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários